Problemas familiares: Qual destes 3 tipos de pais são o seu?

Atualizado: 26 de abr. de 2021



Trago verdades: O conto da infância maravilhosa e feliz não existe.

Independente do quanto seus pais podem ter dado o seu melhor para o seu desenvolvimento, ainda assim você estava aprendendo a se relacionar com o mundo e obviamente muitas situações foram bem frustrantes.


Algumas infâncias geram mais conflitos internos do que outras. Este fato se dá de acordo em como os pais se colocavam para seus filhos. Nos relacionamentos familiares conturbados, existem 3 tipos de pais mais comuns. São eles:


  1. Os ausentes: pais que não participaram de alguma maneira da vida dos filhos. Podendo ser por trabalhar muito, ter algum vício ou que simplesmente não se interessavam. Exemplos: Acontece alguma coisa que você fica triste na escola, mas seus pais nem percebem. Nunca vão às reuniões escolares. Você não se sente visto, guardando tudo o que sente para si.

  2. Os controladores: pais que ficam muito em cima, não toleram nenhum tipo de erro e não respeitam as escolhas individuais dos filhos. Tudo o que não está de acordo com as cobranças dos pais será rejeitado com agressividade. Exemplo: Quer ditar seus relacionamentos, suas roupas e não concorda com nenhuma das suas escolhas. Quando você faz algo errado é punido. Tem vergonha de compartilhar suas emoções.

  3. Os ausentes e controladores: são pais que não conhecem o seu filho, mas ainda assim querem controlar suas escolhas. Não participam da sua rotina, mas te comparam com outras pessoas. Exemplos: Você tem habilidades para empreender, mas seus pais querem que você seja advogado ou concursado.

Se você viveu alguma dessas situações, é provável que quando se tornou um adulto, não acredite no seu potencial e continue vivendo baseado naquilo que os pais pregavam. De alguma maneira, é como se você ainda estivesse preso a sensação de que você não é aceito como é e ficasse buscando o tempo todo aprovação dos outros.


Geralmente, tem muita dificuldade de perceber seus desejos, sentimentos e necessidades. Acaba vivendo uma vida frustrada e vazia, sentindo que não encontrou seu lugar no mundo.


A relação com seus pais deixa lacunas abertas e você por muitas vezes se sentir culpado, continua reproduzindo isso na vida adulta. Através da terapia você poderá ressignificar essas questões e deixar o passado como um aprendizado que não precisa se repetir. Aprender a se perceber, entender que seu contexto mudou e que hoje você pode fazer escolhas com mais autonomia.


Assim, você poderá se colocar como o centro da sua vida. Quando você conseguir ser sua maior prioridade estará deixando para trás a ideia de que precisa agradar os outros.


Invista sua energia em se conhecer e amar a si mesmo como você é!


Para agendar uma consulta:

Fale comigo: https://api.whatsapp.com/send/?phone=5521980145357


20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo